APENO

Foi finalmente criada uma Associação Portuguesa de Enoturismo – APENO – dedicada exclusivamente à actividade enoturistica

 

Nascida em Fevereiro deste ano, só agora em Julho foi possível apresentar oficialmente a APENO – Associação Portuguesa de Enoturismo.

A ideia partiu de Maria João de Almeida, wine writer e consultora de vinhos, e de uma equipa multidisciplinar especializada que se propõe a criar oficialmente o setor e a defender os interesses dos enoturismos nacionais.

Segundo Maria João de Almeida, presidente da APENO, a estratégia da associação passa por dar expressão ao Enoturismo em Portugal, afirmando-o como um setor de relevo na economia portuguesa, fomentando a sua internacionalização. «Com esta associação queremos organizar e construir um setor, regulamentar a atividade e orientar quem se quer dedicar a esta área, porque, na verdade, o setor não está formalizado, nem em Portugal nem lá fora. Por essa razão encaro este cargo de presidente da APENO com um forte sentido de missão, sinto que podemos fazer um trabalho que inspire outros países a fazer o mesmo».

APENO - associação portuguesa enoturismo

Equipa APENO

Para a equipa da APENO, o importante agora é «começar a trabalhar, unir esforços e fazer parcerias nacionais e internacionais, em prol do enoturismo».

Estão pensadas diversas atividades até ao final do ano, como a realização de wine talks, um gabinete de serviços que apoia projetos de Enoturismo (nas áreas financeira, legal, Tecnológica, marketing e comunicação), assim como uma bolsa de emprego que apoiará as empresas na área de recursos humanos específicos para esta área, e ainda um clube do enoturista que organizará atividades dedicadas aos apreciadores de vinho.

Já fazia falta uma associação que elevasse o enoturismo e lhe atribuísse o valor que merece!

Eu dou os parabéns a toda a equipa da APENO e da minha parte continuarei a divulgar o melhor do enoturismo em Portugal 😊

 

 

Subscreva para receber cada novo artigo no seu email




0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *