O Blandy’s Wine Lodge é daqueles lugares que quanto mais vemos mais queremos conhecer e, no fim não queremos ir embora!

 

Mesmo no centro do Funchal, este recanto madeirense com mais de 200 anos de existência já foi hospital, prisão e até Mosteiro de São Francisco, até passar a albergar barricas e garrafas de vinho.

dscn1244_

Foi pelas mãos da família Blandy que em 1840 se tornou adega e, desde então, a marca tem crescido até ser uma das referências mundiais na produção de vinho Madeira.

Este é um dos 4 vinhos generosos portugueses e o que essencialmente o distingue dos outros – Porto, Moscatel de Setúbal e Carcavelos – é que o vinho Madeira, em vez de se esconder em caves húmidas e escuras, gosta do calor e alguma luz para envelhecer. Um vinho que gosta do quentinho, é o meu tipo de vinho! 🙂

dscn1363_

Assim os grandes tonéis, que no caso da Blandy’s são feitos a partir de madeira de Cetim do Brasil, ficam pousados sobre traves de madeira em “sistema de canteiro”, nos sótãos das adegas, para que o vinho aqueça e se transforme neste néctar tão apreciado.

O vinho Madeira tem geralmente uma cor âmbar, um elegante dourado escuro, devido ao envelhecimento do vinho feito a partir das seguintes castas: Boal, Sercial, Malvasia e Negra Mole.

dscn1250_

14

No Blandy’s Wine Lodge, a visita começa na antiga tanoaria, continuando pelas salas de barricas e tonéis e ainda pelo museu. Pelo caminho vai sendo contada a história da família e as conquistas dos seus vinhos pelo mundo, o processo de vinificação e envelhecimento, as singularidades das castas e, claro, o terroir único da ilha da Madeira.

No fim da volta à adega, a nossa dinâmica guia Rita anunciou com entusiasmo que íamos passar à parte melhor da visita, a prova. Para mim, a prova não foi a melhor parte, mas sim um resumo perfeito – liquido e saboroso! – de todas as histórias que tínhamos acabado de ouvir.

dscn1392_

dscn1267_

Antes de me ir embora, fiquei um pouco a deambular pelo pátio central e pelas salas em seu redor e recomendo-vos a fazer o mesmo!

Explorem a sala de provas e wine bar, a loja com criativo merchandise da marca e produtos regionais da Madeira e por fim sentem-se numa das mesas da Frasqueira (também chamados Vintage Madeira) onde as paredes se enchem de garrafas do melhor vinho Blandy’s!

dscn1227_

“My Goodness! Have you considered the fact that when this wine was made, Marie Antoinette was still alive?”- diz Winston Churchill provando um cálice de Terrantez 1789 durante umas férias passadas na Madeira em 1950

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *