Produzido desde 1987, o Private Selection tem mantido sempre a sua imagem de vinho de excelência, não só no Esporão, mas em todo o Alentejo

Para nos apresentar a colheita de 2016 do seu Private Selection tinto, o Esporão levou-nos aos céus!
Mais concretamente numa viagem de balão de ar quente sobre a Herdade, para mostrar algumas das vinhas que originam este vinho.

A Herdade do Esporão tem no total 475 hectares de vinha, mas igualmente tem outras vinhas pelo Alentejo, de onde colhem as uvas para este vinho especial.

Dentro da Herdade, a casta Aragonez provém da vinha do Canto do Zé Cruz, plantada em 1980 e a Touriga Franca, nasce na vinha do Rochedo, plantada em 2005.

O Alicante Bouschet tem origem em duas vinhas diferentes: a vinha das Palmeiras, plantada em 1996 na Herdade dos Perdigões e vinha dos Lavradores em Portalegre, plantada em 2003 e a 400 metros de altitude.

Falamos então de uma combinação de solos com textura franco-arenosa da Herdade do Esporão, solos bastantes argilosos e profundos nos Perdigões e solos arenosos, de origem granítica, em Portalegre. Tudo factores que enriquecem muito o vinho em sabor, estrutura e longevidade.

O Aragonez e a Touriga Franca iniciaram a fermentação alcoólica em lagares de mármore com pisa, com estágio em madeira de carvalho francês. Ambas as parcelas da casta Alicante Bouschet fermentaram separadamente, em cubas de betão.

Realizaram depois a fermentação malolática em barricas novas de carvalho francês de 500 litros, onde permaneceram em estágio.

O primeiro contacto com o vinho, tanto no nariz como na boca, é intenso. Taninos firmes, chocolate negro, compota de amora, canela.

Mas depois suaviza e deixa um sabor muito agradável a avelãs tostadas, que se prolonga por uns minutos. É este o resultado de cinco longos e vagarosos anos de estágio nas caves da Herdade do Esporão!

Um vinho com personalidade que reflecte, de forma fiel, a diversidade e riqueza dos diferentes territórios alentejanos do Esporão: a Herdade do Esporão, a Herdade dos Perdigões, também em Reguengos de Monsaraz, e agora, pela primeira vez, as vinhas de Portalegre.

É um vinho especial, exclusivo, feito de uma soma de muitos pequenos detalhes e de cuidados extremos. Ao longo de várias décadas fomos evoluindo o seu perfil de forma segura e consistente. Hoje o Private Selection é um vinho de topo alentejano reconhecido tanto em Portugal como além-fronteiras”, refere João Roquette, CEO do Esporão.


Em anos extraordinamente bons, o Private Selection dá lugar ao Torre do Esporão, o topo de gama da marca. Dito isto, penso que é sem dúvida, um vinho a provar!

Para destacar ainda mais a qualidade do vinho, o Chef Carlos Teixeira preparou um menu delicioso, como se pode ver (e chorar por mais!)

Por tudo isto, recomendo uma visita à Herdade do Esporão. Esta herdade tem as portas abertas ao enoturismo desde 1997 e desde então, tem vindo sempre a inovar nas actividades que oferece aos seus visitantes.

Pode fazer visita às três adegas – Adega Monte Velho, Adega de Lagares e Adega de Barricas – sentar-se na loja/bar a provar os diferentes vinhos ou, melhor ainda, disfrutar de um almoço no restaurante, com vista para a barragem da Caridade.


PODCAST DE VINHO
Carrege na imagem para ouvir podcast
1 reply
  1. Joaquim da graça Serra
    Joaquim da graça Serra says:

    Sinto saudades desse Cantinho de
    Portugal 🏆 Chamado De Alentejo,
    Aonde eu Nasci no Distrito De Portalegre
    Conselho do Crato,,, Minha Aldeia Linda
    Maravilhosa,,Vale Do Peso,,?? Sou
    Apaixonada por Vinhos 🍷 Alentejanos,,,
    Minha Bebida Preferida,, ,!??
    Moro No Brasil,, Cidade De Maringá PR
    Meu Atzap,(55)((44))/99972/6336;;!!
    Agradeço me Envie Notícias Sobre Vinhos
    Do Portugal 🏆🎖️🏆,,,Boa Noite 🌃
    Muito , Obrigado Até Julho de 2022,,
    Estamos Juntos 👏 Vou Comemorar os
    Meus ((77))/Anos Na Minha Aldeia Juntos
    Com a Malta da Escola 🏫 Somos Todos
    De (1945)//Somos (16)/ Felizmente estamos Todos Com Saúde e Vontade de Viver,, Juntos Seremos Mais Fortes 💪🏆💪🏆💪🏆🍷🏆🍷🏆🍷🏆🍷🏆🍷🏆

    Responder

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *