qual o copo certo
5 Minutos de Vinho
5 Minutos de Vinho
EP4 - COMO ESCOLHER O COPO DE VINHO
/

Neste episódio ajudo a escolher os copos a ter em casa para disfrutar melhor do vinho, e como os cuidar para terem vida longa!

VINHO QUE ACOMPANHA O EPISÓDIO: Serra Oca branco 2019 – Quinta do Olival da Murta – Lisboa

“Madalena desculpa mas cá em casa não há copos bons para vinho”! É um comentário que oiço com muita frequência quando vou a casa de amigos jantar e por isso o tema hoje, são copos!

No episódio 2, em que dou dicas sobre como começar a provar vinho, nem falo dos copos, mas devia. A escolha do copo é um dos aspectos mais importantes para disfrutar ao máximo de um vinho. Hoje em dia existem dezenas de tipos de copos diferentes, de várias marcas e vários formatos. Não só para provar os diferentes tipos de vinho como branco, tinto ou espumante, mas inclusivamente copos desenhados para provar os diferentes tipos de casta!

Sim, porque um Pinot Noir não tem nada a ver com um Cabernet Sauvignon e beber Chardonnay em copo de Sauvignon Blanc nem pensar! 😉

Estou a brincar aqui, mas é verdade que isso existe. Mas não é preciso complicar, aliás, aqui no podcast o que tento mesmo é simplificar o vinho.

Ainda assim, quando forem comprar copos – que existem em supermercados e lojas de decoração, decentes e a bom preço – lembrem-se de algumas dicas:

  • 1º sempre copo de pé alto! O clássico copo de vinho que aparece nos emojis do vosso teclado. É esse mesmo. O pé ou a haste do copo está lá por alguma razão, e não é estética, é mesmo para vocês agarrarem no copo por ali. Não se agarra no copo pelo “corpo” por assim estamos a aquecer o vinho com o calor das nossas mãos
  • 2º eu sei que queremos sempre comprar os copos mais grossos, espessos porque são mais resistentes e sabemos que eles se partem (pelo menos cá em casa é frequente!) mas procurem copos de vidro mais fino e elegante, na verdade, o ideal é copo de cristal mesmo
  • 3º Comprem pelo menos dois tamanhos ou formato de copo diferente. Como já disse antes, hoje em dia existem dezenas de formatos diferentes, mas para simplificar, recomendo ter em casa apenas dois e vão utilizando conforme o tipo de vinho.

Posso-vos dizer que já foi criado há uns anos o copo universal ISO que foi exactamente feito para se adaptar a todos os tipos de vinho e podem comprar esse, mas se estão a ouvir este podcast é porque querem fazer um upgrade no vosso conhecimento de vinhos, portanto recomendo ir um pouco mais longe.

Porque é que é importante ter copos diferentes?

Porque também os vinhos o são. E não é só uma questão de branco ou tinto, honestamente acho que a grande diferença nem está aí. Eu aposto mais na idade do vinho, na sua estrutura ou na sua complexidade.

Os vinhos com mais idade e aromas mais delicados devem ser preservados em copos com barriga mais larga e boca mais fechada para que os aromas se mantenham dentro do copo por mais tempo. Não são vinhos feitos para agitar muito, é para os deixar sossegados e beber com calma.

Os vinhos com mais madeira ou mais jovens, beneficiam de algum arejamento, portanto devem ser servidos em copos um pouco mais longo e barriga menos larga. Estes sim, devem ser agitados, deixar libertar os aromas.

Mantendo esta mesma logica de pensamento – e usando os mesmos dois copos:

O espumante por ter gás pode ser servido no copo mais “gordo” e de boca mais fechada porque o espumante não é um tipo de vinho que precise ser agitado.

Já os vinhos fortificados, como por exemplo o Porto, como se serve em menor quantidade que os vinhos de mesa e têm aromas bastantes intensos, podem ser servidos nos copos de vinhos jovens que falei antes.

Com o tempo, e se quiserem melhorar a vossa experiência de prova, podem ir comprando outros formatos e vão ver que até faz algum sentido!

Como se devem limpar e guardar os copos?

Depois de beber vinho, a lavagem do copo é também muito importante. Eu não arrisco pôr nada na máquina para não partir e lavo os meus copos à mão. Água morna ou fria e o mínimo de detergente possível mesmo para evitar que, por mais que se limpe, fiquem resquícios no copo.

Se ainda tiverem tempo e paciência, limpem logo o copo com um pano para não ficar com manchas de água. Ah, e quando forem guardar, evitem aqueles armários de madeira a cheirar a mofo! De preferência, guardem em prateleiras abertas na sala.

Resta-me levantar o meu copo, fazer um brinde a todos e até à próxima semana!